quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012


N E
B A E
C L R
Celebrando a Vida
24 fevereiro 2012
19 às 22h
Rua Madre Cabrini 55
ao lado do Metrô Vila Mariana
Traje: colorido
R$20,00 
dsc06107clareada.jpg

CURSO: 31 de MARÇO e 1º de ABRIL
Contatando as raízes... As origens do nosso povo brasileiro
e compreendendo os princípios essenciais e universais das Danças Circulares
com Kaká Werá e SemeiaDança
foto
kaká.jpg
Tupi significa 'Som em pé' - Tu=som - Pi=cadeira, banco, assento em dois pés (corpo físico)"
"Na sabedoria desta tradição Somos um som posto sobre um assento.
Filhos de ancestrais divinos, temos um corpo de luz.
Filhos de ancestrais ligados à força da natureza, temos um corpo sonoro.
Filhos de ancestrais biológicos, essa Luz e Som se encarna, corporifica.
Todos são desmembramentos de ‘Nhamandu’, o Grande Mistério, o silêncio luminoso.
E ao entoarmos nosso som, vibramos uma qualidade que beneficia, harmoniza nossos corpos,
nos coloca em contato com nossa Verdade Maior.
‘Jeroky’ – a dança que circula, para o povo tupi não é divertimento, é terapia.
Nós somos o espelho desta divindade toda.
Somos uma extensão de tudo o que está em torno...
E dançamos e cantamos para que sempre estejamos alinhados com esta Verdade...
O eu Sou que tudo É !” 
Trechos da palestra de Kaká Werá Jecupé em 23/05/08 no VII EBDCS registrados por Vaneri de Oliveira
Kaká Werá
é o convidado do
1º Módulo da CADC
 Capacitação Ampliada
em Danças Circulares
do SemeiaDança
Kaká nasceu na cidade de São Paulo. Seus pais pertenciam às populações indígenas Kaitité (pai) e Kaxixó (mãe),
já desaldeados, trabalhadores rurais, sairam de Minas Gerais e foram morar em São Paulo, na zona sul da
cidade próximo a uma aldeia guarani. Acompanhou o processo de reconhecimento da demarcação territorial
dos guarani de Parelheiros e o movimento de empoderamento da comunidade local, desta convivência foi
acolhido pelo pajé Alcebíades Werá, desta mesma tribo. Verificando que os jovens guarani não se interessavam
mais pelo aprendizado da cultura, principalmente na medicina, Alcebíades Werá ensinou a Kaká o "Ayvu Rapytá",
os fundamentos da tradição, e em 1986, foi batizado no Nimóngaraí, uma cerimônia sagrada, e recebeu o nome
guarani de Werá Jecupé e se ofereceu para continuar apoiando-os, principalmente nos aspectos de fortalecimento
da cultura. Ali fora o embrião da relação e do cultivo de consciência cultural e recuperação de valores que
Kaká Werá passou a desempenhar desde então.
Trechos extraídos do http://kakawera.blogspot.com/p/ttrajetoria-de-kaka-wera.html
SemeiaDança convida para este curso - 1º Módulo da CADC,pessoas que buscam um caminho de autoconhecimento e desenvolvimento humano,
bem como uma ferramenta versátil, abrangente e transdisciplinarque pode ser agregada na prática profissional, em qualquer ramo de atividade.

Em nova ediçãocom possibilidade de participação em Módulos avulsos,
CADC - Capacitação Ampliada em Danças Circulares
terá iníco no próximo dia 30 de março.
 
Venha participar deste lindo curso!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário