quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Dançar.....


Dançar de mãos dadas numa roda, resgatar os gestos e passos ancestrais , me traz uma sensação de volta pra casa, de estar num grande colo. A cada dança se conhece uma tradição, um costume , a maneira daquele povo de agradecer a colheita, celebrar um casamento , louvar a sua divindade ou simplesmente estar junto.
As Danças Circulares Sagradas nos proporcionam tudo isto e mais um pouco, quem participa de uma roda não deixa de perceber o espírito de comunhão, de partilha e de igualdade. Pra mim é o maior instrumento para dissolver fronteiras , tanto internas quanto externas, aprendemos a respeitar quem está ao nosso lado, a pulsar num ritmo comum, a olhar nos olhos das pessoas e reconhecê-las como companheiras na roda e na vida - a Dança da Vida também é cíclica e várias vezes precisamos de uma ou várias mãos. Como meditação em movimento nos proporcionam bem-estar, flexibilidade, equilíbrios físico, mental e espiritual. Nos conectam com o ritmo, música, alegria , espontaneidade e mais , só dando as mãos pra saber......

Nenhum comentário:

Postar um comentário